É a sua primeira visita?

Entenda a Minha História.

sábado, 15 de agosto de 2009

PARTE II

Antes de continuar, leia a Parte I.

Se você já leu, siga em frente. Aliás, siga abaixo.

Bom...continuando.

Tava eu lá no bem bom da vida...

Leia Mais...


Até que um dia na hora do almoço a mãe sai com a MINHA caixa de transporte.

Fiquei pensando...acho que ela vai comprar outra nova igual e levou aquela para não se enganar, certo? Não faz mais que a obrigação.

Nada disso. Quando ela chegou, chegou com a mesma caixa de transporte velha de sempre, e se enfiou na dispensa e fechou a porta da cozinha pra ninguém entrar.

Uma hora depois, eu me esgoelando na porta, ela resolve abrir.

Quando eu vejo...

Um gaaaaato!

Aliás, uma gaaaaaaata!!!

MAIS UMA GATA? PRA QUÊ?

Aí a princípio fiquei brava. Xinguei, chamei de tudo que é nome, esperneei, subi na janela e disse que ia pular de lá.

Mas depois, vi que ela era nenêzinha, e bem quietinha.

Ela não tinha nome, mas era mestiça de siamês com Deus sabe o que lá.

Em menos de 30 horas a mãe já viu que a gente ia se dar bem e botou ela no meu quarto.

Aí ela veio se chegando, assim como se não quisesse nada...

Quando vi já tava ela dormindo na minha cama.

Aí ajudei ela a tomar banho.

Ficamos conversando um pouquinho, papo vem, papo vai.

No fim pegamos no sono juntas.

O pai adorou ela.

Eu também tava gostando da companhia.

Ela era bem boazinha. Deixava eu fazer tudo com ela.

Aí eles tiveram a idéia de botar o nome dela de Fantasminha.



Eu dei risada porque era mesmo a cara dela. Primeiro, porque ela era quase da cor do chão da sala.

E depois porque ela ficava me seguindo onde quer que eu fosse.


Aí ela virou "a fantasminha da Branquinha".

Por mim tudo bem.


Os dias foram passando.

Nos tornamos grandes amigas.


Ela praticamente virou minha escrava particular. Travesseiro então, nem se fala!

Ela me convidava pra brincar toda hora. Era muito divertido.

Eu mal conseguia tirar um cochilinho e lá vinha ela, me chamando pra brincar.

"Vô pegá você! Corre corre Fantasminha!"

E lá corria ela!

"Peguei de novo a Fantasminha!"

Aí no fim do ano a mãe e o pai foram viajar. Demoraaaaaram pra voltar que eu e a mana Fantasminha quase tivemos um treco de tanto tédio.

Aaahhh a hora não passava! Cadê minha mamãe???

Quando ela voltou, 12 dias depois, eu fiquei tão feliz, mas TÃO feliz, que ronronei por 4 horas direto!

Dormi quase em cima da cabeça dela, de tanta saudade!!!

Aí começou a bagunça toda de novo!

Êeba, a mãe e o pai voltaram! A mana Minnie voltou do hotel! A rotina da casa voltou ao normal!

Eu tava tão feliz!
Feliz que tava todo mundo bem, com saúde. Feliz que a família tava completa de novo.

A mãe disse que o dinheiro não compra essas coisas. Eu não entendi muito bem, porque eu não uso dinheiro pra nada. Só preciso de ração de ótima qualidade e vacinas em dia, e isso tudo eu tenho, então pra quê eu vou querer dinheiro, certo?


Eu tô aqui, na minha. Curtindo minha vida, fazendo minhas coisas, brincando com as manas.

A Fantasminha também não entendeu nada. Mas acho que é porque ela ainda é novinha, não sabe muita coisa sobre a vida.

A única coisa que ela sabe é que ela gosta de água.
Sério...você já viu gato gostar de água? Por favor, né?

Já falei pra ela parar com essas manias de gato louco. Acho que ela não entendeu também.
To começando a reparar que ela não é tão inteligente assim como eu.

Eu sou muito inteligente mesmo! Até o livro do "Duí" eu li.

Olha, modéstia é uma coisa usada por quem não tem qualidades para serem ressaltadas.

Além de inteligente, eu sou simpática, extrovertida, linda de viveeeerrrrrr...

Sou castrada, vacinada, aqui só entra Royal Canin e olhe lá. Eu sou tudo de bom!!!

Quer minha pata em casamentoooo? Rawrrrr!

Olha eu e a mana Fantasminha no maior dos roncos.

Fofocando em cima da cama da mãe.

Pensando na vida, enquanto uma mosca se bate na janela do lado de fora... essas moscas são meio burras né?

MELANCIA!!! Gente, adooooooro melancia!

"Dá mais um pedaço aí ô pai, deixa de ser egoísta!"

"Ô mana, o que tu tá com essa orelha torta aí? Ouviu alguma coisa estranha?"

"Ah, é a mãe com as fotos dela de novo, nem liga. Uma hora você acaba acostumando."

"Até que enfim lavou o edredon hein? Tava precisando, porque aí não gruda pêlo no meu pêlo."

"Hãaa sei..foi por isso que você botou plástico em todas as camas, né?"

"Ô Minnieee, ouvi o pai te chamar lá no quarto! Acho que é importante, melhor você ir logo. Depois você termina isso aí..."

"Ai caramba mãe! Que susto você me deu! Me pegou na tampinha! Hahaha!"

"Ah mãe, foto de noooovo?! Mas eu nem tô fazendo nada de especial!"

*suspiro* "Gata linda é isso. Até parada fica irresistível."

Eu me apeguei muito na mana Fantasminha.

Ela era bem meiguinha, eu não podia olhar pra ela que eu já ia lá mexer com ela.

"Maninhaaaaa acordaaaaa! Vamu brincáaaaa!"

"Corre corre Fantasminha, vô pegá vô pegáaaa!"

"Que foi mãe? A gente tá brincando só, ninguém tá fazendo bagunça na sua cama, depois a gente arruma!"

Olha onde a danada subiu?!

Te falei que ela era louca. E depois ela teve que ser resgatada pelo pai, porque ela não conseguia descer.

Por isso que eu fico somente em lugares acessíveis. E confortáveis, lógico.
Olha a mana aí de novo com mania de água. Até dormiu na pia do banheiro esperando alguém abrir a torneira.


Aqui eu tava cuidando da mana, porque ela tinha voltado da castração.


"Ó, a minha ficou bem boa, nem dá pra ver! Linda minha barriga né? Talvez eu faça uma lipo mais tarde, vamos ver."

O pai mimando a gente com Snackitos.

"Manhêee, pára com essas fotos, pelo amor de Deus! Nem dormir a gente pode mais!"

"Ah não, foto agora NÃO!"

"Nãaaaaaaaaaooooooo!"

"Bah, esquece! Vou fingir que não te vi."

Aqui olha só, presta atenção. Eu ensinei meus pais.

Um dia minha mãe voltou do centro com um monte de coisinhas de comer pra gatos. E guardou tudo num potinho dentro desse armário aqui.

Aí eu subo aqui, faço cara de charme, e fico miando até alguém me dar um. Funciona sempre, garantido!

Aqui sou eu ouvindo música com o pai.

É, eu sou, além de todas as minhas qualidades que você já conhece, audiófila! Sabe o que é um audiófilo? Alguém que gosta de equipamentos de áudio e tudo relacionado à música.

Eu e a Fantasminha numa cama redonda G. Eu tava roubando a cama da mana Minnie, aí a mãe resolveu botar uma igualzinho no quarto pra gente.

"Hmm...soninho booom!"

Aí peguei a mania de incomodar a mãe na cadeira dela. Eu e a mana né, que copia tudo que eu faço.

A gente faz assim. Primeiro entra uma, aí empurra a mãe um pouco. Depois vem a outra e empurra mais ainda, até a mãe ficar sem cadeira!

A Fantasminha com as águas dela.

No tanque, vê se pode?!

"Alguém pode abrir aqui pra mim, por favor?"
Hora do sanduíiiiiik!
Ah! Esqueci de falar. A hora do sanduík mudou um pouco. Agora o pai dá só presunto, porque a Fantasminha não come pão. Melhor ainda né?

"Paiê...isso aí tá muito amarelo pra ser presunto, não tá não?!"

"Ah, melhorou. Quase ia me dando queijo né? Tá pensando que eu não ia ver a diferença?!"

A mãe me abraça, me aperta...

Me beija... cheira meu pescoço...

Ai ai, vida de gata linda cansa, viu. Mas quem manda eu ser charmosa assim também, né?

Eu e a mana na cama gigante de cobertor. Ai que friiiiio!
Essa cama aqui, a mãe tava fazendo pra cliente, certo? Tava quase pronta. Aí eu achei bonita e cochilei nela uma tarde. Mas foi só uma vez! Aí a mãe disse que tinha que fazer outra.

Hoje em dia ela coloca todas as camas que não estão prontas num saco enorme. Só pra gente não deitar.

Não sei qual é o problema em vender uma cama que eu deitei. Pelo contrário, eu acho que devia valer mais ainda, você não concorda comigo?




Bom...aí quando eu já tava acostumada com tudo, lá me vem a mãe com coisa escondida outra vez!


E olha, falo coisa porque esse aí era uma coisinha mesmo.

O cara até devolvido já tinha sido pô! Ninguém queria ele!

Aí minha mãe inventa de pegar o coitado prá criar.

Láaaa vai ela, dar um mooonte de mimo pro guri.

Botou o nome dele de Panda. Ofensa para os ursos! Eu processava!!!

Olha o pai enchendo ele de dengo. É o fim da picada! NO MEU COBERTOR AINDA POR CIMA!

Aqui na minha cama ele não entra.

Essa eu roubei de outra cliente também. A rosa foi a segunda.

Purrr minha cama, só minha!

"Ô gente, póooode saindo!"

Deixa, eu ainda tenho a amarela de quando eu era nenê. Sempre bom guardar para as emergências.

Mas aí não resisti. Até porque a Fantasminha também tava lá.

Eu precisava bolar um plano! Talvez se eu fizesse a cabeça da Fantasminha pra gente se livrar dele?

"Ô Fantasminha, seguinte ó. Tá vendo que vai ter menos comida pra gente? Se a gente deixar isso acontecer, a gente não vai ter mais o que comer daqui uns dias. Tô falando sério."

Mas ela não resistiu ao charme dele. QI fraco, sabe como é né? Se deixa levar muito fácil.

A mãe também tava cheia de bilu-bilu com ele, só porque ele gostava de ver TV.

Ahh, mas o colo é MEU!

Sanduík aqui primeiro! É por ordem de chegada, ôpa ôpa! Direitos adquiridos!

Mé dá logo isso aqui!

Me dá maaaaaaais!

De vez em quando o mano ia pra sala, e a gente podia dormir em paz.

Ai como era bom...

Mana...te amo tanto!

Aí quando via lá tava o piá fedido do lado.

Não encosta em mim não!

"Ô manhê, dá um jeito aqui pô, faz alguma coisa!"

Várias camas. É o conselho que eu te dou! Tenha sempre várias camas à sua disposição!

Nunca se sabe quando sua mãe vai trazer mais um pra dormir em casa.

O que aconteceu é que o piá foi ficando, ficando, se aninhando devagarinho, quando viu já foi.

Aí começou a todo mundo brincar junto.

Nossa era a maior bagunça!



Êpa êpa, isso aí não gostei não! Esse lugar é meu!

Vou fazer cara de indignada. Sofá!

Deixa, ela vai se ver comigo depois. Onde já se viu deixar o piá dormir no meu lugar?

Ihhh, lá vem ele.

Ô querido, não sou sua mãe não viu?

Mas sabe que no fim, o Panda era mesmo uma gracinha?

Demorou, mas no fim acabei aceitando a presença dele.

Vira e mexe ainda dou uma mordida nele, mas é de brincadeira. Prá impôr respeito, sabe?

Afinal, ainda sou, e sempre serei, a RAINHA DA CASA!

Mesmo que eles chamem ele de "reizinho do pedaço".

Olha a mana aí num dia bem frio!

O Panda nem tirar foto sabe, tadinho.

Põe essa língua pra dentro, boca-aberta!

Ô mãe, aí você já quer matar o gato né? Meu colo também pô?!"

"Vem cá seu pentelhinho, agora você vai ver! Vou te pegar, vou te pegáaaaaaarrrrrr!"

Ufa! Brincar com esse aí cansa viu? A pilha dele não acaba nunca não?

"Ô mãe, dá um tempo, vai."

Chega de foto. Tô fora!

Bom, queridos leitores. E assim sobrevivo eu, nesse mar de gatos e sapatos.

Não. Eu não tô reclamando. Só tô falando que tem gato demais aqui.

Fugir não é a solução. Eu perderia todo o conforto, toda a comida, minha mãe, meu pai... minhas manas.

Me ajudem a encontrar uma solução!
Eu preciso recuperar meu prestígio de volta!
Me ajudem!!!



Ler Próximo Post.

20 comentários:

Gata Lili disse...

A Branquinha é simplesmente LINDAAAAA!!!! que blog legal! Estarei sempre por aqui! Miaaauuu...

Mara Sop disse...

Nossa, Branquinha! Que blog lindo vc tem!
Sua historinha é muito parecida com a da minha Merit, só que ela é pretinha e não branquinha como vc.
Aqui também são 4 bebezinhos, 2 gatinhas, 1 gatinho e 1 cachorrinha. Quanta coincidencia, né?

=^.^=

Luzinha disse...

s-e-n-s-a-c-i-o-n-a-l-!
adorei tudo!
vocês são ótimos, os gatos lindos! a Branquinha, a Fantasminha e o Panda são os umas graças!

EROS - Deus do Amor e da Família disse...

Está super mesmo...fartei-me de rir...a minha mamã tb anda com ideias..de me arranjar companhia....está muito divertido o teu blog. Obrigada por seres minha seguidora.

Ronrons risonhos

Branquinha disse...

Gata Lili,eu sei que eu sou, tá? Mas olha, mia baixo pra não acordar o pentelho que tá dormindo aqui do lado,viu? Um purrr pra você!

Mara Sop, aposto que a Merit também reclama que tem muito gato aí, especialmente se ela foi a primeira! Dá um beijo de nariz nela por mim?
Purrrr...purrrr

EROS, olha lá hein. Eu vi que você tem namorada! Qualquer coisa vou falar tudo pra ela!
Fuuu!
Purrr....

Patinhas Carinhosas disse...

MEU DEUS!!! Que coisinhas mais gostosas!!!!
Aff... Vontade de apertar, apertar
Adorei vcs!!!
Quer saber vou ver tudo denovo! rs*

Beijãooo

Cibele disse...

Amei toda a galerinha!!!
A Branquinha é um arraso, a fantasminha e o pada são muito muito fofos também!!!!
Beijokas! :D

Maira disse...

Adorei a família... lindos,lindos, lindos!!!
Branquinha, não fica com ciúmes não, seus manos são fofinhos demais, mas vc continua sendo a rainha!!! rsrsrsrsr
Bjs.

Branquinha disse...

Ai tia eu não sei não, agora tenho que dividir minha mãe com um monte de outros pêlos, é muita pata pra pouco colo! Sorte que na cama dela cabe todo mundo pelo menos! Purrrrr...

Gisa disse...

Que linda a tua história e dos teus manos! Amei teu blog Branquinha e vou voltar sempre; já virei fã! Beijos

Cristine disse...

Gente, que coisa amada essa historinha. Chorei, ri, chorei, ri, chorei. Você é linda, Branquinha, e pelo jeito nunca vai deixar de ser a rainha. Só está ganhando mais súditos. ehehehe. Cheirinhos aos três.

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Branquinha, fica triste não. Quem é rainha nunca perde a majestade, rs. Amei sua história e família. Beijos, estaremos sempre por aqui.
Ps.: Diz pra Mamãe que achei as caminhas lindas!

Lizandra disse...

Adorei sua história , que divertida. rsrs

Lucia... disse...

Linda sua historia, voce é fofa demais!

Ana Corso disse...

Adorei tudo!
Tá de parabens o blog !!!!! lindo!!!
lindas as fotos e voces todos são mto fofos!
Branquinha charmosa!!
Também tenho 2 filhos.
a Pandora minha gatona preta peludona de 6 kilos e poko.. e o KuKa.. meu bebezao arteiro de 5 meses... tigrinho... hehehe...
Um beijo. adorei tudo.

:)

Livia Luzete disse...

Adorei a "reposrtagem fotográfica" da Branquinha! Me apaixonei. Viu Branquinha, seu lugar ninguém tira!

Rosane, Pandora e Ramon disse...

Que família feliz, adoramos ver as fotos. Bjks

Angely disse...

Nossa! Entrei por acaso aqui, pois estava vendo imagens de gatos, que lindo blog Branquinha!Chorei e depois ri muito. Sua Mãe é a melhor mãe que vc poderia ter, vou pedir prá Papai do céu abençoar toda a sua casa viu? Amei demais. Bjos na mamãe e em todos vcs!

Cris disse...

que história linda, divertida e emocionante!

Davi Silva disse...

muito massa seu blog, tbm tenho gato, na verdade uma gata e ela é a alegria da casa!!

Postar um comentário

 
^