É a sua primeira visita?

Entenda a Minha História.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Reencontro.

Venho aqui hoje, com o coração partido, informar que a mana Minnie foi levada semana passada para dormir o sono eterno dos merecedores.

Com muita dor na região da barriga, lambendo freneticamente a pele na tentativa de obter algum conforto, com dificuldade para andar e fazer suas necessidades devido ao câncer se espalhando por toda a região, ofegante por causa do calor absurdo beirando os 44 graus que fez nos últimos dias, papai e mamãe decidiram que seria o melhor para ela.

Que acabaria assim, todos nós já sabíamos.

Leia Mais...

É lutar uma batalha perdida.
É ter garra onde não há esperança.
É esperar enquanto não se tem mais tempo para nada.
É deixar partir quando se ama muito.
É amenizar a dor, mesmo que isso signifique nunca mais se ver.

Quem já passou por isso sabe.
Quem já passou por isso já sentiu a culpa no coração. Culpa por não poder fazer nada mais. Culpa por brincar de Deus, escolhendo um dia e hora para dar fim à uma vida.

Quem já passou por isso já sentiu também o alívio.
Alívio por ter poupado uma vida da dor insuportável de um corpo doente e velho.
Alívio por ter ajudado um ser vivo que de maneira alguma merecia sofrer.

E quem já passou por isso, também sentiu depois a certeza.
A certeza de que essa foi a escolha certa.
De que, de todas a opções, essa era a única que viria a fazer alguma diferença.
E por mais difícil que tenha sido, escolhemos o que por toda a vida tentamos evitar.
A morte.

E quem já teve que passar por isso, sabe o quanto de lágrimas derramamos.
Naquele último abraço em volta do pescoço do corpo deitado.
Naquele último olhar nos olhos cansados.
Naquele agradecimento que falamos baixinho, em soluços, mas que sabemos que foi ouvido.
No silêncio da volta pra casa.
Quando você sabe que quem você deixou não vai estar lá para te receber quando você entrar.

E só nos restam lembranças.
A coleira.
A caminha.
A toalha.
O resto da comida no pratinho.
E os milhões de momentos que tivemos durante uma vida toda. Esses, jamais serão esquecidos.
Não importa quanto tempo passe. Nem quantos animais venham depois desse.

São todos únicos e insubstituíveis.
Cada um com seu jeitinho especial.

E depois que tudo se acaba, olhamos para o Céu.
Lá está ela. Brilhando. Feliz. Curada.
A mana Minnie.

Mamãe acredita que para os amigos nunca dizemos Adeus.
Porque o reencontro é certo quando a amizade é verdadeira.
Nessa vida, ou em outras mais.


Então mana Minnie, até breve!

Descanse em Paz.

Ler Próximo Post.

15 comentários:

Quarto de Despejo disse...

Nossa, isso é muito triste, e eu estou lembrando as vezes que tive que passar por isso também.
É muito dificil, doido.
Mas nos resta o conforto de termos tido com nossos amados bichinhos uma vida cheia de carinho, e que fizemos o possível para que eles tivessem uma vida feliz.
As lembranças e a saudades, essas ficam para sempre.
Queria poder falar mais alguma coisa,mas não consigo...
Só resta mandar um beijo cheio de carinho prá todos vocês, e a certeza que a Minnie agora é uma estrela cheia de luz no Céu dos Cães.
Bj

Gata Lili disse...

Que triste... mas por tudo o que você fez pela Minnie, ela é grata. e agora já virou seu anjinho da guarda...

Andrea Sassaki disse...

Todos passam por isso, mas nunca é fácil. Nunca o tempo é muito, nunca a certeza é dúvida. Passei por isso ano passado, até hoje me lembro do olhar de resignação e agradecimento. Até hoje sonho com ela.....espero que tudo esteja bem e a vida continua! Um beijo!

Felina disse...

deixo um beijo e um abraço bem apertado em tds vcs nesse momento de dor, fiquem com as lindas lembranças de Minnie.

Gisa disse...

Já perdi filhinhos muito amados ao longo da vida, mas nunca precisei ajudá-los a partir. Em casos como o da Minnie, este é um gesto de amor e altruísmo. Deixo meu abraço e desejo de que a dor da perda de todos vocês suavize, já que a saudade dos que amamos ficará até o momento de reencontrá-los, quando chegar nosso momento de também partir.

Arte dos Gatos disse...

Eu fiquei muito triste, porque deve ser doloroso demais fazer essa escolha. Ver seu bichinho sair de casa,sabendo que não vai voltar mais, que você decidiu o destino por ele, ai, é muita dor. Eu realmente não sei o que faria, não sei se teria coragem, mas pensando na dor e no sofrimento do nosso amigo querido, talvez seja a melhor opção! Mas é difícil.
Beijos e espero que o tempo suavize a dor de vocês!

Dee disse...

A saudade nunca vai embora. É uma dorzinha chata no peito...difícil mesmo passar por isso.

Difícil entender que acabou. Triste lembrar de quem não volta.
Sinto muito!

Lizandra disse...

:(

Luna, Rodolfo e Tifani disse...

Branquinha, temos certeza que agora a Minnie é mais um anjo no céu, nos olhando com carinho. bjs da Luna, Rodolfo e Tifani

Cães e Focinhos disse...

e mui triste sacrificar quem conviveu com a gente tanto tempo eu ja fiz isso,mas ate hoje tenho pesadelos terriveis mesmo sabendo qeu foi o melhor,mas nunca mais faço isso,deixarei que a natureza se encarregue do destino deles,a morte dos meus naturalmente ja absorvi mas desse cachorro nao consigo,e triste mas ver sofrendo tbem e terrivel

Luzinha disse...

a amizade verdadeira, o bom coração e a fé nunca se separam!

quando a gente for lá para o plano astral, certamente iremos nos reencontrar com quem amamos neste outro lado. porque eu acredito que existem ligações que nem as diferenças - quaisquer que sejam - podem ser desfeitas.

fiquem bem, tá?

bjus prá todos!

Luna, Rodolfo e Tifani disse...

Branquinha, talvez não seja uma boa hora, mas se vc tiver animo, passa no nosso blog: http://selinhoslunaerodolfo.blogspot.com/ que indicamos um selinho para vc.
Esperamos que esteja melhor. bjs

Artes da GICA disse...

Que a paz esteja com vcs...com a querida Minie e que vc Branquinha juntamente com seus irmãozinhos deêm muitas alegrias nesse momento para preencher a casa de energias boas...Titia ama vcs...bjão da GICA

Fleurzinha e Mashi disse...

Passei aqui para avisar que tenho um novo blog, bjs! ;)

GRAÇA disse...

Tens selinho no meu blog para ti
Ron...rons da Kika
Bja da dona Graça

Postar um comentário

 
^